Skip to content

Imagens e Imersão

01/06/2009
tags: ,

Uma coisa que eu gosto muito é utilizar imagens pra ajudar a compreensão de situações na campanha. Fotos para ilustrar capas de revistas, desenhos de personagens, cenas para ilustrar acontecimentos, etc.
A idéia é utilizar uma ferramenta além da escrita ou fala para ajudar os jogadores a compreenderem a campanha. E porque é divertido ter coisas pra ilustrar o jogo.
Na minha última campanha de M&M eu usava muitos desenhos do Comic Art Community para criar capas de revistinhas fictícias para nossas sessões, cada uma representando uma das aventuras vividas pelos heróis. Já usei também ilustrações de astros famosos para ilustrar personalidades da campanha (alterando levemente sua aparência). Em campanhas mais antigas fiz várias vezes ‘matérias jornalísticas’ usando um pouco de editoração de texto simples no Word e fotos tiradas de sites de notícia. Tive uma longa campanha de Vampiro onde os personagens começavam toda sessão lendo a primeira capa do jornal e decidindo o que iam fazer naquela noite.
A resposta dos jogadores sempre foi boa. Principalmente jogadores que tem preferência pelo lado ‘contar histórias’ gostam dessas coisas, pois a ilustração/notícia de jornal/capa de revista acaba sendo uma ferramenta para ajudar na imersão que não possue nenhuma regra acoplada (e é mais legal LER o jornal do que ouvir o Mestre dizendo o que você leu nele).
Esse tipo de ferramenta visual é algo antigo no rpg, usado a muito tempo. Várias aventuras antigas (principalmente fora do Brasil) vinham com algum material de apoio na forma de notas a serem lidas pelos jogadores ou mapas feitos para eles (sem as anotações sobre armadilhas, passagens secretas, etc., que constavam somente no mapa do Mestre).
Eu poderia citar Photoshop e algum site famoso de estoque de fotos para pegar imagens, mas isso todo mundo que já falou do assunto faz isso. Então vai minha explicação de como comecei e como eu faço até hoje. O modo mais fácil (e barato) de fabricar algo assim é procurar em sites que tem grande estoque de imagens e então usar algum programa gratuito de editoração, que seja simples e permita fazer alterações básicas mas que satisfaçam as necessidades do Mestre. No meu caso, Deviant Art e Gimp.

Deviant Art é um dos mais antigos e conhecidos nisso. DA é um site com algumas centenas de bons artistas (e muita gente mediana no meio), com todo tipo de arte visual. Fotografias, desenhos a mão, pinturas, desenhos no computador, arte tradicional, 3d, até contos (mas isso em bem menor número).
É bom fazer conta ali (o que é gratuito) para ter acesso a mais funções do site. É necessário filtrar bastante até achar as coisas mais interessantes, mas vários artistas de todo tipo de ramo tem trabalhos ali. Eu já usei muito desenho de artistas dos quadrinhos e videogames para ilustrar meus jogos. É importante lembrar que nem tudo que tem no site é ‘censura livre’. E se tiver algum artista amador lendo isso, saiba que várias pessoas já conseguiram empregos depois de expor sua arte ali e divulgarem.

Outro bom lugar pra encontrar imagens é o The Drawing Board , um fórum onde artistas expõe seus desenhos.
Eu sobrevivo usando quase só o Deviant Art, mas ocasionalmente uso o google images (e google não precisa de link). O ideal é usar os termos em inglês quando for procurar uma imagem ali, porque ele costuma encontrar um número de imagens maior.

Para editoração, eu acho o GIMP ideal. É gratuito, fácil de usar e tem versão em português. Eu sou horrível com qualquer coisa envolvendo computadores (só consigo usar o WordPress porque mais simples do que ele já é, só se alguém digitasse pra mim) e acho o Gimp simples. Aconselho a quem for experimentar que pegue uma imagem que goste e fique brincando com o sistema de filtros (é a última opção em cima) até se acostumar com eles. Só com os filtros já é possível fazer muita coisa e tudo que você tem que ser capaz de ‘programar’ na maioria deles é empurrar uma barrinha pra direita ou pra esquerda usando o mouse e então apertar ‘visualizar’. Quando você estiver disposto a ‘viver perigosamente’ tem muitas outras opções pra experimentar. Eu raramente preciso de algo mais do que os filtros ou a ferramenta de texto (aquele ‘A’ em negrito na barra flutuante lateral). Simples, sem pagar nada e bom o suficiente pra uma campanha de RPG.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: