Skip to content

Resumo simples de Star Wars Legacy

16/07/2009

Já que vou começar a mestrar nesse período, resolvi fazer um resumo simplificado da história de Star Wars desde a morte de Palpatine no episódio VI até o começo da campanha, o que já ajuda também a localizar exatamente em qual período nós estaremos.

Star Wars Legacy começou como uma série em quadrinhos que se passa no futuro da triologia original (episódios IV, V, VI).

No fim da triologia original (que se encerra logo após a Batalha de Yavin), a morte de Palpatine e Darth Vader o Império não significaram a destruição do Império. Diversas facções imperiais se formaram, lutando entre si pelo domínio do resto do Império. As dispustas internas permitiram a Nova República tomar posse de territórios antes dominados pelos imperiais, aos poucos libertando cada vez mais planetas e aumentando sua força.

Após alguns anos o Império voltou a se unificar. O universo conhecido passou a ser dividido entre a República e o Império numa disputa contínua entre os dois grupos. Essa situação se manteria por pouco mais de 20 anos, quando finalmente foi assinado um acordo de paz entre os dois.

Durante esse período, Luke conseguiu encontrar mais alguns usuários da Força e jedis espalhados pela galáxia e criou uma nova Academia Jedi.

Após o fim das hostilidades entre a República e o Império se iniciou a Guerra contra os Yuuzhan Vong, uma raça vinda de fora do universo conhecido. Essa raça de seres não era afetada pela Força e utilizavam de tecnologia baseada na criação e alteração de outros seres vivos para criar seus equipamentos. Armaduras, armas e até veículos eram na verdade seres vivos modificados.

Essa guerra contra os Yuuzhan Vong foi vencida pela República depois de grandes sacrifícios. As falhas cometidas durante a guerra e o desgaste sofrido pela República levaram a um processo de reestruturação do governo, que acabaria por gerar a Galactic Federation of Free Alliances (Federação Galáctica da Aliança Livre, numa tradução literal).

Os Yuuzhan Vong foram integrados ao longo do tempo no universo, usando sua tecnologia para tentar reconstruir os planetas afetados pela guerra.

Com o passar dos anos, o Império também passou a fazer parte da Federação. Assim como a República sofreu alterações, o Império mudou para conseguir sobreviver. Alienígenas e mulheres passaram a ser aceitos no exército. O governo continuava pregando o conceito da liderança através da força, mas abrandou suas práticas e se tornou uma ‘ditadura popular’. Uma nova linhagem de Imperadores foi estabelecida e a crueldade e falhas da época de Palpatine passaram a ser evitadas.

O universo conhecido passou por diversos conflitos durante os 100 anos seguintes. Entretanto, a Aliança continuava forte e o futuro parecia próspero.

Até o incidente em Ossus, 130 anos após a batalha de Yavin. O Conselho Jedi havia iniciado um programa de terraformação em Ossus, usando da tecnologia dos Yuuzhan Vong para tentar modificar o planeta. Esse projeto visava tentar redimir os Yuuzhan e recuperar Ossus. Se o projeto tivesse sucesso, as condições de vida no planeta seriam melhoradas e o processo poderia ser aplicado em outros planetas.

Por algum tempo o processo parecia bem sucedido, até que mutações começaram a ocorrer no ecossistema. Mutações que lembravam as que os Yuuzhan Vong praticavam nos seus escravos durante a guerra.

O Conselho Jedi, liderados por Kol Skywalker, defenderam os Yuuzhan Vong quando os representantes do Império acusaram os alienígenas pelo desastre. Os Jedis convenceram parte da Aliança que o projeto havia sido sabotado. Os imperiais alegaram que a Aliança havia quebrado o pacto estabelecido com o Império e declararam guerra.

A antipatia e preconceito ainda existente contra os Yuuzhan Vong e a decisão da Aliança em defender a raça geraram um movimento de secessão similar ao ocorrido durante as Guerras Clônicas, quando os planetas dissidentes se uniram ao Império.

Alguns anos após o início da guerra o Império recebeu uma ajuda inesperada. Um novo Sith Lord, controlando uma nova ordem Sith, ofereceu seu apoio aos imperiais. Isso equilibrou a guerra e Siths e Jedis passaram a se enfrentar abertamente em grandes batalhas pela primeira vez em centenas de anos.

O conflito durou três anos e ficou conhecido como Guerra Sith-Imperial. A guerra se encerrou na Batalha de Caamas. A Aliança havia recebido informações que o imperador estaria na órbita do planeta Caamas, negociando um acordo com seus aliados e acompanhado somente de uma pequena escolta. O Senado decidiu aproveitar dessa oportunidade e enviou a maior parte de sua armada para o planeta, deixando Coruscant (capital da Aliança) desprotegida.

As informações eram falsas. Ao chegar em Caamas, a armada da Aliança foi recebida por uma armada Imperial pronta para o combate. Enquanto isso, o Templo Jedi em Coruscant era atacado pelos Sith, evitando assim que os jedis pudessem participar da Batalha de Caamas.

A Aliança perdeu a Batalha de Caamas. Sua armada se rendeu aos Imperiais após um longo combate, o que efetivamente terminava a guerra pois não havia mais como defender os planetas da Aliança. Enquanto isso os jedis em Coruscant venceram a batalha contra os Sith e então fugiram do planeta, viajando para a Academia em Ossus.

Os Sith seguiram os jedis até Ossus, destruindo a Academia no planeta. Poucos jedis conseguiram escapar, a maioria jovem e destreinada. Esse evento ficou conhecido como o Massacre de Ossus.

Darth Krayt, o líder dos Sith, foi até o encontro do imperador Roan Fel. O Lorde Sith matou o suposto imperador e tomou o controle do Império. Entretanto, Krayt sabia que o imperador era um usuário da força treinado (cavaleiro imperial, mais detalhes futuramente) e percebeu que havia matado um sósia. Enquanto isso o verdadeiro imperador fugiu do planeta, se escondendo das forças de Krayt por anos e sendo ajudado por forças imperiais que ainda eram leais a ele.

Sete anos depois, Roan Fel ressurgiu no planeta Bastion. O planeta era dominado pelo Império, mas os oficiais no local eram leais a Roan. O local era uma grande fortaleza, capaz de resistir aos a ataques dos Sith. Por isso foi escolhido pelo imperador como o local onde passaria a viver. Ele começou a reconstruir seu ‘império no exílio’, atraindo para si as forças imperiais que ainda o são fiéis.

Atualmente está ocorrendo uma nova guerra civil. Alguns sobreviventes da armada da Aliança viajam pelo universo conhecido, se escondendo, atacando o novo Império Sith e se escondendo de novo enquanto tentam encontrar uma maneira de vencer essa guerra. Os imperiais de Fel fazem o mesmo. Entretanto, o ‘imperador em exílio’ possui mais tropas e mais seguidores, o que faz com que seja uma ameaça maior a Darth Krayt.

Enquanto isso o Lorde Sith planeja como destruir a Aliança e Roan Fel, acabando assim com os poucos opositores que ainda restam. Ele domina a maior parte do território do Império e da Aliança, possui uma força militar historicamente comparável somente a que o antigo imperador Palpatine possuía e comanda uma nova ordem Sith, com dezenas de seguidores. Atualmente tudo favorece aos Sith e não existe nada que possa impedir Krayt de consolidar seu poder nos próximos anos.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: