Skip to content

Star Wars Legacy: As três principais organizações

17/07/2009

Luke: “What’s one of the first things you learned in training to be a Jedi?”
Ben: “Don’t cut your own head off with your lightsaber.”
Luke: “After that.”
Ben: “Your eyes can deceive you. Be mindful of your feelings. Girls are fun but dangerous. Lando has extra cards up his sleeve.”
Luke: “Well, the truth is in there somewhere…”
— Luke and Ben Skywalker, on the diverse training of the New Jedi Order

Copiado do quote diário do Wookipedia. Tão bom que quase me faz ler os romances que continuam a triologia original.

E continuando então a descrição da ambientação, dessa vez focando nas organizações. Novamente vou tentar manter resumido, porque se tentarmos entrar em muitos detalhes fica algo longo demais pra ler.

O antigo Império de Ron Fel

O antigo Império da dinastia Fel praticava a política de ‘Vitória sem Guerra’. Os imperiais ofereciam ajuda a planetas devastados na Guerra contra os Yuuzhan Vong, que se tornavam membros do novo Império.

O território do Império é divido entre os oficiais denominados Moffs. A quantidade de território sob controle de um Moff podia variar entre um único planeta, sistemas ou setores com vários sistemas. Os Moffs se dividiam hierarquicamente. No topo dessa hierarquia está o Conselho dos Moffs, cujos membros são os responsáveis por organizações importantes para a continuidade do Império: o diretor do Serviço de Inteligência Imperial, o diretor do Corpo Diplomático Imperial, o Supremo Comandante das Forças Militares Imperiais, o Grande Almirante no comando da Marinha Imperial e o Diretor da Missão Imperial. Esse conselho toma decisões em conjunto e está abaixo somente do imperador.

A Missão Imperial é um ótimo exemplo da mentalidade do Império Fel. Responsável por executar o programa ‘Vitória sem Guerra’, a missão foi inicialmente criada com objetivo de colocar em prática a visão da dinastia Fel para o Império. A Missão logo evoluiu além do seu objetivo inicial, ajudando não somente na reconstrução dos planetas afetados pela guerra com os Yuuzhan Vong mas em qualquer situação de calamidade onde planetas (participantes ou não do Império) precisassem de ajuda. Formada por civis, a missão se tornou uma forma daqueles que não eram aceitos na Academia Imperial (onde os militares imperiais eram treinados) participarem do Império. Diplomatas, médicos, cientistas e outros profissionais são parte da Missão Imperial.

Além da missão, outra organização que demonstra a diferença do Império Fel para o Império de Palpatine, são os Cavaleiros Imperiais. Usuários da Força dedicados ao Império, os cavaleiros não seguem o código Jedi mas também não se entregam ao lado negro da Força. Como demonstração de unidade, todos utilizam sabres de luz com lâminas de cor prata e armaduras vermelhas. Os cavaleiros são fiéis ao imperador, enquanto considerarem que este se mantém do lado da luz da Força.

A Guerra

Hoje, é fato conhecido por pessoas fiéis a Aliança ou o imperador Fel, que os dois lados foram manipulados para que entrassem em guerra. Imperiais sabem que Fel nunca desejou uma guerra com a Aliança, tendo sido pressionado pelos Moffs para iniciar o conflito. Fel nunca permitiu que seus Cavaleiros Imperiais participassem do conflito por isso.

A Aliança demorou anos até perceber que os Siths haviam sabotado os planos de terraformação de Ossus. Assim como foram manipulados na Batalha de Caamas, o que causou a derrota final da Aliança.

Por fim, Fel proibiu que os jedis que fugiram de Coruscant no final da guerra fossem perseguidos. Os Sith ignoraram a ordem e realizam o Massacre de Ossus.

Roan Fel só escapou vivo do golpe de Darth Krayt para tomar o controle do Império porque foi avisado do que o Lorde Sith pretendia.

O Império Sith

O Império Sith manteve a estrutura hierárquica do Império Fel. Os Siths se tornaram os superiores dos Moffs, passando a servir como agentes e verdadeiros governantes dos diversos planetas, sistemas e setores. O Conselho dos Moffs ainda existe e consegue governar com pouca intromissão direta de Krayt, mas todos os membros administram suas organizações respondendo aos Sith.

A Missão Imperial foi mantida sem alterações. A maioria dos Cavaleiros Imperiais partiu após o golpe de Krayt, indo servir ao imperador Fel no exílio.

Nas mãos dos Sith o Império se tornou mais parecido com o Império de Palpatine. Os Sith administram seus territórios através do medo e os imperiais são novamente temidos na galáxia.

Império-em-exílio

Sete anos após o fim da guerra, Roan Fel ressurgiu no planeta Bastion. Se aproveitando da grande força militar no planeta, ainda fiel a ele, Fel tomou controle do local e tornou o lugar a capital de seu Império-em-exílio.

Fel se encontra numa situação difícil. Bastion é um local muito bem protegido e Darth Krayt só conseguiria recuperar o planeta sacrificando muito de sua força militar, o que por sua vez impediria que ele mantivesse o controle sobre o resto de seu território. Entretanto, o fato do Lorde Sith saber a localização da capital do Império-em-exílio, permite que ele desvie suas forças de forma a impedir a passagem de mais forças militares para a Bastion. Dificultando que Fel consiga aumentar seus exércitos e impedindo assim que ele se torne uma ameaça ao controle da galáxia pelos Sith. Logo, os dois se mantém equilibrados, cientes da presença um do outro e incapazes de avançar na guerra civil causada pela disputa do poder do Império.

Porém, Darth Krayt tem toda a galáxia a sua disposição e pode usar dela para criar um exército capaz de recuperar Bastion. Fel precisa manter seu controle sobre o planeta somente com as forças que já possui. O que faz com que a vitória seja de Krayt, à longo prazo.

A Aliança Galáctica

Após o fim da batalha de Caamas, o Almirante Gar Stazi conseguiu fugir com algumas das naves de sua frota e criar um movimento de guerrilha que busca recriar a antiga Federação Galáctica.

Viajando através do espaço continuamente, atacando postos e bases menores do Império para conseguir suprimentos e mais armas, a Aliança se tornou um exército de guerrilheiros que precisa se manter em movimento para sobreviver.

Isso faz com que a Aliança seja muito heterogênea. Membros de todas as raças e origens se unem a organização, movidos pelo mesmo desejo de derrubar o Império e reconstruir a antiga Aliança.

Stazi sabe que isso é ainda um sonho. A cada dia mais membros se unem a Aliança devido aos crimes praticados pelos Sith e o novo Império. Quanto maior seu exército se torna, entretanto, mais difícil se tornar conseguir o necessário para sua sobrevivência.

E enquanto eles lutam com os Sith e tentam recuperar o poder, o resto do universo conhecido vê o grupo como um bando de terroristas e piratas, devido a suas práticas de saquear e destruir naves Imperiais.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: