Skip to content

Nova tirinha, gerador de nomes e mais ‘Qual o cenário de 2010?’

29/07/2009

Primeiro o gerador de nomes. Dividido em raças civilizadas (com os subtipos anão, elfo e halfling), raças monstruosas (drow, orc) e outsiders, além de gerar nomes para castelos, livros, cidades, tavernas e mais uma boa quantidade de coisas. Útil pro Mestre montar uma lista de nomes e deixar ao seu lado, para aquela situação onde precisa inventar um nome para um NPC ou local que não estava no seu planejamento original.

Segundo, uma nova tirinha de Exalted. Bem no começo ainda, mas como Exalted é pouco conhecido no Brasil e acredito que seria um cenário que faria sucesso aqui, sempre vale a pena divulgar material de ambientação para ver se ajuda a gerar interesse dos jogadores.

E por último, como eu gosto de tentar falar sobre o assunto estava discutindo ontem com um amigo sobre Dragonlance, Dark Sun e a 4e. Para quem não sabe, a Wizards tem feito a adaptação de um cenário por ano para a 4e. O primeiro ano foi Forgotten Realms, esse ano foi Eberron, ano que vem ainda é desconhecido.

As apostas estão em Dark Sun e Dragonlance. As indicações de Dark Sun ganharia sua versão 4e são que os psiônicos vão ser um dos focos do Player´s Handbook 3 (que saí ano que vem) e que foi revelado a pouco tempo que um escritor foi contratado pela Wizards para escrever novos romances para o cenário. Considerando o tempo desde o último romance de Dark Sun (o último livro é de 1996) isso indica uma vontade de ressuscitar a linha. Considerando também que nunca houve uma conversão real do cenário para a 3e (só trabalho de fãs e uma matéria muito criticada na Dragon Magazine), isso também seria a chance de trazer algo ‘novo’ para o pessoal que começou a jogar da 3e em diante.

Para Dragonlance, tem a vantagem de 2009 ser o 25º aniversário da série e draconatos vão sair no próximo suplemento de dragões.

O que esse meu amigo comentou, foi a questão do que a nova série de romances pode representar. Um problema enfrentado por Dragonlance não é ‘como converter’, mas ‘o quê’ converter. A triologia original é a mais conhecida, mas já faz tempo que foi lançada. Desde aquela época o cenário avançou e novos romances foram lançados, avançando a cronologia. Só que muitos fãs não gostaram disso, gerando uma divisão entre o pessoal que gosta do ‘período clássico’ em vez do ‘novo período’ (ei, isso lembra a discussão sobre algum sistema?).

A Wizards fica então com o problema de não ter como satisfazer os fãs completamente, pois se fizesse a adaptação do cenário na sua época clássica iria estar ignorando os jogadores da cronologia atual de Dragonlance. Se escolherem adaptar o cenário na sua versão mais atual, estarão ignorando o pessoal que gosta do Tanis e cia.

O que fazer? Escrever uma nova triologia (The Lost Chronicles). Os autores originais se juntaram e escreveram uma nova série que trata dos ‘buracos’ na série original. A série tem diversos ‘períodos’ que foram cortados da série original, para diminuir o tamanho dos livros ou permitir que os autores terminassem o material no prazo. Esses pedaços da história são contados rapidamente ou resumidos no texto, de forma a permitir entender o que aconteceu sem precisar descrever. Como se em Senhor dos Anéis, a parte inicial que trata do Bilbo fosse ignorada e o livro começasse somente quando Frodo descobre para que serve o Anel.

São três livros e o terceiro está saindo agora em Agosto (ei, adivinha o mês da Gen Con?).

Isso seria uma forma de atrair o interesse do público que evoluiu com o cenário de volta para a época da triologia original, gerar mais romances para os fãs desse período clássico e tentar unificar o interesse no cenário em torno desse período. Aí seria só questão de fazer a versão 4e dele no período clássico e depois adaptar os outros usando das Dragons.

O fato de os autores prometerem que esses são seus últimos livros em Dragonlance (certo, não é a primeira vez que eles dizem isso) e o cenário vai ganhar um evento próprio dentro da Gen Con (no mesmo nível que os dois cenários publicados, Forgotten e Eberron), poderia indicar que a WotC acredita que essa é uma forma de unificar os fãs e tornar o cenário ‘vendável’.

É mais boato e especulação, mas também é mais esperança para os fãs do cenário. Minha expectativa ainda é Dark Sun, só que o raciocínio do motivo para fazer a nova triologia de Dragonlance tem lógica.

E enquanto a resposta não sai (menos de um mês para descobrir), continuo discutindo com os amigos sobre isso. O que é bem melhor do que ficar praticando onanismo mental sobre ‘crises’.

2 Comentários leave one →

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: