Skip to content

Mudanças no Insider e Rituais… Marciais?

04/09/2009

No Ampersand de hoje Bill Slavicsek comentou sobre a GenCon, novas mudanças no Insider e deu um preview dos próximos lançamentos.

Na questão da GenCon é interessante ver o que ele considerou as ‘grandes revelações’ do evento:
a) Heroscape Dungeons & Dragons: Battle for the Underdark
b) Dungeon Tiles Master Set
c) D&D Boardgame: Castle Ravenloft
d) Dark Sun Campaign Setting

O que me chamou a atenção foi que dos vários livros anunciados, só o DS aparece ali na lista (desconsiderando os tiles por enquanto). Miniaturas já são algo antigo, mas achei estranho o boardgame de Ravenloft receber ênfase assim. Será uma indicação que a linha D&D da Wizards está tentando expandir além do RPG e fortalecer outros jogos ligados a marca?

Vai ser divulgado mais no futuro, mas aparentemente os artigos do Insider vão começar a diminuir de tamanho e aumentar em número. A idéia é fazer artigos menores e com frequência maior até alcançar um modelo de novos artigos cinco dias por semana.

Ter mais artigos por semana é bom, mas tem que ver o quanto vão diminuir eles e o que vai ser produzido. É difícil manter a qualidade (principalmente mecânica) produzindo tanto e tão rápido. Espero que a maior quantidade acabe sendo mais descrição e ambientação. Isso permitiria ter uma grande quantidade de material descritivo para os cenários publicados pela Wizards. Ou então trazendo mais material descritivo para raças, monstros e etc (que eu questiono a necessidade, mas tem sempre gente pedindo).

E nos previews ele traz uma região a ser mostrada no livro Underdark e os martial practices do Martial Power 2.

A região de Underdark são as Hatchlands. Nada muito inspirado, fala sobre uma região onde existe uma grande quantidade de beholders com uma descrição de como eles surgiram por lá. Não traz nada além de descrição.

Já os martial practices são mais interessantes. Eles funcionam de maneira similar aos rituais mas são voltados para as classes do Martial Power. Personagens que desejam usar desses ‘rituais’ precisam aprender um feat específico (Praticed Study) e então estudar com alguém a ‘prática’ em questão. Além do custo normal em componentes as práticas também custam healing surges. Eu imaginei que fossem novos golpes ou manobras, mas pra minha surpresa não é isso.

São dados três exemplos de práticas. A primeira melhora a capacidade do personagem em se disfarçar. O segundo melhora a habilidade em falsificar documentos. O terceiro de se comunicar através de gestos. Nenhuma dá alguma habilidade que chame a atenção ou algo que já não fosse possível através de testes de perícias.

Espero que quando o livro sair essa mecânica esteja melhor do que aparenta agora. Porque se for para ficar assim não entendo porque eles querem complicar algo que pode ser resolvido com testes de perícias e skill challenges.

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: