Skip to content

Dragonlance 4e: Legião de Aço

21/10/2009

Já que pelo menos um jogador vai ser da Legião de Aço, resolvi colocar um resumo aqui do código da ordem. Se mais personagens aparecerem, coloco mais detalhes.

O Legado (Legião de Aço)

Criado por Sara Dunstan, ao contrário das duas outras ordens o código nunca foi definido ou registrado de forma específica. Isso porque Sara abominava a prática das outras ordens em se apegar excessivamente as determinações impostas, permitindo que o código fosse utilizado como instrumento em disputas entre as diversas facções das ordens.

Tenha coragem de fazer o que é certo.

Um legionário deve ser capaz de fazer o que é necessário para garantir o bem da maioria. Isso muitas vezes significará tomar decisões difíceis, desistindo de coisas importantes em troca do que for melhor para a situação. A maioria é sempre mais importante que o indivíduo, então sacrifícios podem ser necessários.

Conheça a ti mesmo.

Se a perfeição é impossível, então o legionário deve ser capaz de aceitar suas limitações. É importante que cada membro tenha noção de suas falhas e do que não pode alcançar sozinho. Excesso de confiança e orgulho só trazem derrotas.

Respeite a virtude.

A virtude é mais importante do que origem, raça e posto. Legionários demonstram o respeito necessário a autoridades, mas o verdadeiro respeito e admiração são concedidos somente as pessoas consideradas virtuosas. É importante notar que virtude independe do lado que alguém se encontra numa guerra, por isso até os inimigos podem ser virtuosos.

Esteja alerta.

Falha e derrota são coisas inevitáveis, pois sempre vão existir fatores que os legionários não possam controlar e que concedam vantagens para os inimigos. Entretanto, falha e derrota por fatores controláveis é um desrespeito a Legião.

Todos merecem justiça.

Todos merecem justiça, independente de raça, origem, status, nação ou lealdade. Justiça é definida como o ato de fazer os culpados pagarem por seus atos e os inocentes serem compensados pelo seu sofrimento. Ela não deve ser aplicada de forma cega, ignorando as condições nas quais um crime ocorre. A imparcialidade na justiça aplicada é válida para qualquer um, seja um membro da Legião ou um inimigo do grupo.

Nunca desista.

A morte é a única certeza na vida de um legionário. O mundo sempre terá mais injustiças a serem corrigidas, então o trabalho da Legião nunca vai terminar. Um legionário deve estar sempre pronto e ciente que sua participação na ordem só encerra quando ele estiver morto.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: