Skip to content

Iniciativa M&M: Scion, deuses irlandeses (parte 2)

08/11/2009

Acho que no final de semana já vou começar a ver que regras vou usar do Manual do Malfeitor e do Mecha & Manga pra essa campanha. Enquanto isso, continuo com a adaptação.

Lugh

Apesar de todo deus irlandês pertencer ao Tuatha, somente os deuses que demonstram alguma habilidade que não pode ser igualada pelos outros pode se tornar um dos deuses principais, com direito a participar no governo das terras do panteão. Lugh é um exímio guerreiro, poeta, historiador, ferreiro e feiticeiro, mas para todas essas coisas existem outros deuses mais habilidosos que ele. Ele somente conseguiu acesso ao topo do panteão quando demonstrou que era o único capaz de fazer todas elas, se tornando assim o deus da versatilidade.

Lugh é um meio-fomorian, algo mais comum no panteão do que pode parecer. A longa guerra com os fomorians diversas vezes gerou casos de respeito mútuo e paixões entre os grupos adversários. Apesar de ser mais comum que fomorians escolham se aliar deuses e seus scions, o oposto também ocorreu por diversas vezes. Lugh é filho da fomorian Ethniu, filha do rei Balot, e de Cian, filho de Dian Cécht.

No nosso mundo Lugh já foi um soldado, professor de história e músico. Sua aparência, mesmo que não alcance a beleza da sua verdadeira forma, costuma impressionar os mortais à volta e eles tem dificuldade em esquecer sua imagem.

Seus filhos são dotados em diversas áreas ao mesmo tempo (Destreza, Inteligência e Carisma altos), sendo comum a troca de carreiras ao longo da vida, apesar da geniliadade verdadeira raramente estar presente (pelo menos cinco perícias diferentes com graduações elevadas). Devido à guerra que está ocorrendo, eles são ensinados dons relacionados à guerra (Escudo, Golpe, Proteção, Raio, etc.), mas a maioria demonstra alguma habilidade distoante que reflete um aspecto próprio de sua personalidade (Fortalecer Característica e Habilidade Aumentada sendo as mais comuns). Todos demonstram alguma habilidade para feitiçaria (Magia). Cães são animais associados a seu pai na mitologia, por isso eles demonstram também dons sobrenaturais relacionados a estes animais (Invocar Capanga, Imitação de Animais, Metamorfose, etc.).

Manannán Mac Lir

Manannán é um deus anterior ao próprio Tuatha. O território da Irlanda foi colonizado por diversos povos diferentes ao longo dos séculos, com diversas migrações de origens diferentes. Manannán chegou à Irlanda com alguns dos primeiros colonizadaores. Quando ele passou a pertencer ao panteão, ele era o único deus sobrevivente de seu antigo panteão. Tanto sua forma divina quanto terrena são de homens com cabelos e barba brancas.

Manannán é o deus do mar e do barqueiro que guia as almas para o outro mundo. Ele é ao mesmo tempo o deus da morte e o deus trapaceiro do panteão. Seus truques e golpes podem ser perigosos, mas são feitos com objetivo de ensinar as suas vítimas mais sobre elas mesmas. Isso faz parte da personalidade de Manannán, que possui um senso de humor irônico e adora provocar os outros.

No nosso mundo ele já foi um comediante, um pescador e um jóquei. Quando entre os mortais ele gosta de usar de ilusões para enganar e seduzir mulheres jovens. Diversas vezes ele já usou de seus dons para se passar pelo marido ou amante de belas mulheres e muitos de seus filhos passam boa parte da vida sem suspeitar da sua herança divina.

Seus filhos costumam ter uma fixação pelo mar ou pela mortalidade. Independente de sua predileção, todos demonstram o raciocínio rápido e o humor contagiante do pai (Destreza e Carisma elevados). A maioria deles se tornam marinheiros, mergulhadores ou biólogos marinhos (Conhecimento Biologia, Nadar, Profissão). Alguns desenvolvem o aspecto mentiroso do pai e se tornam criminosos especializados em aplicar golpes e enganar os outros (Blefar, Diplomacia, Intuir Intenção). Eles desenvolvem habilidades ligadas ao mar (Controle Climático, Controle de Elemento, Sufocar, etc.). Os que herdam o lado trapaceiro do pai desenvolvem dons para enganar os outros (Controle Mental, Ilusão, Invisibilidade, etc.). Manannán é associado a cavalos na mitologia irlandesa, por isso seus filhos herdam uma ligação sobrenatural com esses animais (Invocar Capanga, Imitação de Animais, Metamorfose, etc.).

The Morrigan

A deusa mais cruel e resistente do panteão, habilidosa com todas as armas e a melhor vidente entre os deuses, Morrigan é uma divindidade tão temida quanto adorada. Sua forma verdadeira é de uma mulher idosa com força sobrenatural e coberta pelo sangue dos inimigos. Ela sempre age esperando o pior do futuro e dos outros.

A origem de Morrigan é algo complexo. Originalmente, Morrigan não pertencia ao panteão Tuatha ou a qualquer panteão anterior do território. Ela foi aceita dentro do panteão por Nuada no seu primeiro reinado, o que impedia que os outros deuses fizessem questionamentos.

O que os outros membros do panteão questionam é a semelhança de Morrigan com os aspectos menores dos Titãs. Os verdadeiros Titãs são criaturas com mentes completamente alienígenas e incapazes de compreender nosso mundo. Para tentar alcançar alguma compreensão, eles criam aspectos menores de si mesmos (também erroneamente chamados de Titãs), que apesar de possuírem também uma mente inumana demonstram mais capacidade de aprender sobre nosso mundo. Quando Morrigan ingressou no panteão ela não demonstrava qualquer conhecimento mesmo sobre as coisas mais básicas relacionadas as outras divindades ou ao mundo dos mortais. Ela tomava atitudes destrutivas e caóticas, o que fez os mortais a considerarem um outro monstro lendário (como ocorre com muitos aspectos e crias de Titãs) durante séculos. Somente quando ela finalmente começou a agir como os outros deuses ela também passou a ser tratada pelos mortais como uma divindade.

No nosso mundo ela assume a figura de um corvo para sobrevoar campos de batalha, se alimentando dos corpos. Quando não deseja assumir a forma de um pássaro, sua forma mais comum é a de uma mulher bela e capaz de fazer profecias sobre o resultado de grandes disputas e combates. Suas previsões sempre trazem um custo, pois mesmo quando oferecidas para o lado vencedor de um futuro conflito elas vão garantir que os dois lados tenham perdas e sofrimento. Como elas sempre se realizam seus dons são requisitados somente em emergências.

Seus filhos são igualmente cruéis e resistentes (Constituição elevada). Isso não é uma característica de sua origem divina. Isso é algo desenvolvido ao longo da vida, pois Morrigan manipula os acontecimentos para que seus filhos sofram todo o sofrimento físico e mental que puder criar. Os que sobrevivem se tornam grandes guerreiros na luta contra os Titãs. Os que tem sorte mantém o suficiente de sanidade e moralidade para conseguir conviver com outros seres humanos. A maioria se tornam cães de guerra que sua mãe mantém isolados quando não estão em batalha.

Os que mantém sua humanidade costumam se tornar soldados ou atletas em esportes de contato (Acrobacia, Intimidar, Profissão, Sobrevivência, etc.). Eles também herdam a habilidade de prever e manipular eventos (Controle de Sorte, Controle de Probabilidade, Controle de Sorte, Fortalecer Característica, etc.). Todos, independente de seu equilíbrio mental, demonstram dons relacionados à guerra (Escudo, Golpe, Proteção, Raio, Regeneração, etc.). Corvos são animais tradicionalmente associados à sua mãe na mitologia, por isso muitos demonstram capacidades relacionadas a estes animais (Invocar Capanga, Imitação de Animais, Metamorfose, etc.).

Nuada

É o primeiro rei do panteão. Ele é um rei-guerreiro, representando o ideal de perfeição da antiga Irlanda: alto, forte e com cabelos longos e loiros. O guardião da Irlanda junto com Danu, ao contrário dela ele é adepto do combate como forma de resolver os conflitos. Ele sabe utilizar de todas as armas e suas decisões não podem ser questionadas por qualquer outro deus do panteão. Ele odeia todos os que são covardes, cruéis ou fracos.

No nosso mundo ele já foi um político, defensor público e juiz. Ele assume papéis onde possa garantir que a justiça seja cumprida e possa demonstrar seus dons de liderança.

Seus filhos herdam sua personalidade carismática e seu físico poderoso (Carisma e Força elevados). Eles seguem carreiras onde possam trabalhar para garantir que a justiça seja cumprida, como policiais, promotores e juízes (Conhecimento Educação Cívica, Diplomacia, Investigar, Obter Informação, etc.). Eles herdam dons relacionados a prática da justiça, seja na forma de descobrir a verdade (Controle Mental, Leitura Mental, PES, Super-Sentidos, etc.) ou na forma de garantir sua realização (Golpe, Proteção, Raio, etc.).

Ogma

O mais sábio dos membros do panteão, protetor dos druidas e dos estudiosos das leis, línguas, poesia, arte e ciências. Ele é igualmente adorado pelos seus aspectos de sábio e combatente, sendo o campeão de Nuada.

No nosso mundo ele assume papéis onde possa ensinar os outros. Ele gosta de assumir identidades de professores, tutores e treinadores, ajudando a divulgar novos conhecimentos e na evolução dos mortais.

Os filhos de Ogma demonstram igualmente as características de guerreiro e sábio de seu pai (Inteligência e Força elevadas). Eles são estrategistas habilidosos (Conhecimento Tática, Investigação, Obter Informação, Procurar). Os que preferem uma vida mais pacata se tornam estudiosos e pesquisadores (Conhecimentos, Performance Oratória, etc.). Dons relacionados à guerra são comuns, em especial aqueles que permitem proteger a si e aos outros (Campo de Força, Escudo, Cura, Deflexão, Proteção, etc.). Dons relacionados a aquisição de conhecimento (Compreender, Comunicação, Leitura Mental, Super-Sentidos, etc.) também são comuns.

E aqui eu encerro os deuses irlandeses. Na próxima, os deuses chineses.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: