Skip to content

Armas e equipamentos em Dark Sun 4e

12/01/2010

E saiu mais um post do Rich Baker sobre a adaptação de Dark Sun para 4e.

Agora sobre o material utilizado na construção de armas e equipamentos e como isso afeta a mecânica do jogo. Para quem não jogou/conhece, originalmente os habitantes de DS usavam muito de materiais alternativos devido a pouca disponibilidade de metal. Assim muitos itens eram feitos de material inferior (ossos, etc.), que causavam penalidades nos testes e podiam quebrar ao serem usados.

Segundo Baker, na versão original do jogo a intenção era que os pcs utilizassem esses materiais de qualidade inferior por um período de tempo pequeno, longo conseguindo itens normais de metal.

Na nova versão parece ter ocorrido bastante discussão sobre como representar isso. O modelo que eles parecem ter escolhido usa um pouco das regras para campanhas sem ou com quantidade menor de itens mágicos do DMG 2. O padrão dos equipamentos passa ser que eles são feitos com o material de nível inferior (ossos, etc.). Itens mágicos de maior qualidade (o que normalmente é encantando) são feitos com materiais de mais qualidade (da mesma forma que já ocorre com armaduras). Quebra e perda de equipamento feito de material de qualidade inferior se torna uma regra opcional, aplicável se o Mestre desejar. Além disso, aparentemente eles vão utilizar o sistema de aplicar bônus inerentes a cada certo número de níveis para permitir jogos sem a necessidade de tanto equipamento. Ou seja, a cada X níveis os personagens vão ganhar um certo bônus automático para ataques, defesas, etc. além do que normalmente ganham, para cobrir a menor quantidade de itens.

A justificativa para essa decisão é facilitar o trabalho durante a sessão. Itens quebrando durante a sessão significam a necessidade de recalcular testes, ataques e defesas durante o jogo. Isso torna os combates mais longos e perde tempo que poderia ser aproveitado jogando.

E aposto que essa decisão vai ser uma das coisas citadas pelos 4e haters quando forem criticar a nova versão de Dark Sun. E dane-se o fato de ter regra opcional pra permitir quebra/perda de itens, o importante é a ‘crítica pela crítica’. Agora é esperar para ver se o DS vai ser odiado como o novo FR (cujas mudanças ocorridas são sempre apontadas como culpa da 4e e não como simplificação do cenário devido a complexidade que ele tinha atingido, como foi divulgado pela própria empresa) ou vai ser ignorado pelos críticos, como aconteceu com o Eberron (que sempre é esquecido pelo pessoal que adora dizer que a conversão para a 4e estraga qualquer mundo).

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: