Skip to content

Exemplo de Poder do DC Adventures/M&M 3e

23/06/2010

O Kenson (autor de Mutantes & Malfeitores), pra criar um pouco mais de expectativa nos fãs, liberou um exemplo de poder para a terceira edição de M&M.

Sticky Surface: Affliction (hindered & impaired, immobilized & defenseless), Concentration Duration, Extra Condition, Limited to Two Degrees, Reaction (being touched), Resisted by Strength

It costs 5 points per rank and automatically affects anyone touching you.

Os poderes parecem estar seguindo um modelo bem Ultimate Power. Simplificando pra quem nunca viu esse suplemento, ele abria o sistema de construção de poderes e mostrava como eles eram criados através de modificações feitos em cima de uma série de ‘poderes-primários’ (denominados Efeitos). Golpe e Raio, por exemplo, são somente variações de um mesmo efeito, denominado no livro como ‘Dano’. Da mesma forma Telecinésia era só uma modificação do efeito ‘Mover Objetos’. Nesse sentido, Affliction parece ser um efeito que pode ser modificado para simular diversos poderes que antigamente causavam alterações negativas nos oponentes (como Nausear). Você pega o efeito básico e então começa a aplicar modificadores até ficar da forma que você quer. Considerando as fichas que já apareceram e alguns comentários de designers, provavelmente este deve ser o padrão.

Por exemplo, poderes que causam condições negativas (não ligadas a dano) costumam afetar os alvos em três graus. Um para falhas nos salvamentos abaixo de 5, um para falhas entre 5 a 10 e outro para falhas acima de 10. Quanto pior a falha no salvamento do alvo, pior a condição que ele sofre. Nesse caso, a falha ‘Limitado a dois graus’ citada ali em cima é opção comum em vários poderes do tipo, eliminando o último grau possível.

Extra Condition parece permitir colocar mais uma condição negativa nos alvos afetados.

O fato do poder afetar por toque parece indicar também o fim do extra aura, modificado então para ser parte dos extras referentes a ação.

Resistido por Força é algo que quero ver como vai ser feito ainda. Com sorte sai algum diário de design logo explicando o sistema de salvamentos na nova edição.

Agora deixando a mecânica de lado e comentando a atitude do Steve Kenson, isso é uma das coisas que eu gosto nele. Um fã do jogo perguntou como simular um certo poder na edição atual de M&M num tópico de um fórum, esperando só respostas de outros frequentadores. Então o Kenson aproveitou pra brincar com o pessoal. Colocou como seria o poder na nova (terceira) edição e então comentou no final ‘Oh, M&M Segunda edição … desculpa, estava pensando em outra coisa.🙂 ‘

Bom exemplo de como lidar com fãs. Tem mais designers/empresas que poderiam tirar lições disso.

Comentário do Kenson (link).
Agradecimentos ao Handel pela dica (link).

6 Comentários leave one →
  1. Arquimago permalink
    23/06/2010 3:32 pm

    Com toda certeza é uma lição a ser aprendida.

    Palavras chaves como na 4ed do D&D? Isso é bom facilita na hora de criar coisas novas e já deixa tudo a mostra e dtalhado para melhor compreensão do sistema.

    Mas espero que tenho umas coisas prontas assim como fizeram na atual edição ond claramente alguns poderes era baseados em outros com modificadores.

    • cesar/kimble permalink*
      23/06/2010 3:43 pm

      Não se preocupa, ao que tudo indica poderes prontos também vão estar lá pra ajudar o pessoal a entender o funcionamento da mecânica.

  2. Fausto permalink
    23/06/2010 4:02 pm

    A desconstrução dos poderes acaba ajudando também em mostrar o lado generico do M&M ehehe…
    Com regras assim você pode criar suas magias para seu cenario magico, seus equipamentos tecnologicos para seus cenarios futuristas e assim vai.

  3. 23/06/2010 8:00 pm

    Alguns pontos…

    1 – É uma forma interessantíssima de utilziar os poderes… Confesso que meu acesso ao UP (além de meu inglês não tão avançado) reduz sua utilização ao poderes passando longe da mecânica que isto acarreta. Assim acho importantíssimo o lançamento do UP antes da terceira edição, para facilitar o entendimento nas minúcias do sistema.

    2 – Este tipo de estrutura apresentada pode ser entendida como uma influência direta do DC Adventure visto que muitos poderes de personagens adaptados necessitariam de várias modificações para serem iguais aos dos hqs.

    3 – Parabéns pelo post pois não é fácil ser tão claro numa análise da mecânica de um sistema de rpg …

    P.S.: para variar farei uma chamada e comentários na Confraria….

    • cesar/kimble permalink*
      23/06/2010 8:57 pm

      Sem problemas João. Tu é um cara que sempre aponta as fontes, ia ser ótimo se todo mundo fosse como você.

  4. Fernando Hax permalink
    24/06/2010 2:29 pm

    Realmente, o feedback anto dos desenvolvedores quanto da editora em si me chamaram a atenção. O fato de aproveitarem para lançar o Black Avenger na 2ª e 3ª edição me agradou, pois fiquei muito irritado de não vê-lo no Silver Age, o que me decepcionou muito.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: