Skip to content

Novidades, lançamentos e promessas para os próximos meses

14/02/2013

Fake-Book-FlatEu estou devendo uma resenha de uma pilha de livros que comprei, mas enquanto não sobra tempo pra escrever isso vou comentando sobre futuros lançamentos.

No gênero de super-heróis, a Jambô vai começar a trabalhar na tradução da 3e de Mutantes & Malfeitores nos próximos meses. Embora eu não tenha informações sobre qual a versão vai ser traduzida, acredito que seja a versão “genérica” e não a da linha da DC.

Quanto a Margaret Weis Productions, foi lançado ontem Annihilation Event Book, novo livro de evento para Marvel Heroic Roleplaying. O pdf está a venda no Drivethru RPG.

Aproveitando que estou comentando sobre a MWP, eles estão com atraso de vários meses no lançamento de diversos suplementos do último evento, Civil War. Esses suplementos já estão impressos e chegando na editora. Eles devem começar a enviar para os clientes nas próximas semanas.

No gênero de fantasia medieval, a maior novidade ainda é o Dungeons & Dragons Classics. A Wizards of the Coast cumpriu com a promessa de disponibilizar para compra os pdfs de livros de edições antigas. Por enquanto as opções são poucas, mas eles tem incluído material novo todas as terças-feiras. A maior expectativa, claro, é quando eles vão começar a oferecer os pdfs de cenários clássicos e há muito fora de catálogo, como Planescape e Al-Qadim.

Quanto aos jogos orientais, os responsáveis pela tradução do rpg japonês Tenra Bansho Zero já terminaram a versão final do pdf, que foi enviada para os participantes do kickstarter. os livros começaram a ser impressos em Taiwan um mês atrás e a previsão de envio é para Março. Os responsáveis já anunciaram que devem começar logo a pré-venda pra quem não participou do kickstarter.

Ainda quanto a jogos baseados em temas orientais, dois novos kickstarters devem ser lançados nas próximas semanas. OVA Revised Edition é um versão revisada de um sistema para jogar histórias inspiradas em animes e mangás cuja nova edição já está em desenvolvimento a algum tempo. Finalmente ela vai ser lançada, através de um kickstarter.

Para aproveitar essa onda de kickstarter e criar uma campanha cruzada, os responsáveis pelo OVA Revised resolveram fazer seu financiamento ao mesmo tempo que outro rpg, o Golden Sky Stories. O Golden Sky é um jogo japonês que eu estou esperando faz tempo por causa da proposta dele: é um jogo sobre fantasia, amizade e animais mágicos. Ele faz parte de um gênero de rpgs japoneses voltados a histórias sobre “heartwarming” (“aquecer o coração”), que tentam criar histórias sobre coisas positivas, com temas que vemos em animações japonesas como A Viagem de Chihiro e Howl’s Moving Castle. Sendo que este um gênero que não consigo me lembrar de ter visto em qualquer outro RPG ocidental, o que aumenta ainda mais minha expectativa pela tradução.

Os próximos meses prometem vários bons lançamentos para o hobby. Com o retorno de antigos clássicos, mais material para linhas de sucesso e novos materiais baseado em gêneros ainda pouco explorados, é de se esperar que 2013 seja um ano com muitas novidades interessantes.

Dicas de lojas nos Estados Unidos

10/01/2013
tags:

Voltei de férias essa semana com a mala cheia de livros novos. Aproveitando que pude passear um pouco em terras norte-americanas, pensei que ia ser legal comentar sobre lojas que visitei para ajudar futuros jogadores em viagem.

Primeiro, dicas básicas de compras. Se você não tem problemas em ler livros em inglês (e acredite, a linguagem da maioria dos livros de RPG é bem básica), viagens assim são uma boa forma de encontrar livros antigos ou difíceis de encontrar. Tem dúzias de livros de linhas que foram só parcialmente traduzidos para o Brasil (nós não tivemos nem metade dos livros de Lobisomem: O Apocalipse traduzidos no Brasil, por exemplo) e podem ser encontrados ainda com certa facilidade em lojas especializadas no exterior.

Segundo, vale muito a pena comprar acessórios de jogos. Dados, miniaturas, mapas, coisas que normalmente nunca são trazidas oficialmente para o Brasil e precisam ser importadas pagando um valor alto. Vale a pena separar uma grana para esse tipo de coisa.

Agora as dicas de lojas. Fui para Nova Iorque e Washington dessa vez. Das duas, Nova Iorque tinha muito mais opções de lojas. Fui em três: Compleat Strategist, Forbidden Planet e Midtown Comics.

A Compleat Strategist é a opção mais completa das três. Perto do Empire States, é fácil dar um pulo lá depois de ter visitado o prédio. A loja tem um espaço enorme, muitos rpgs e boardgames. Eles têm um grande estoque de rpgs antigos, incluindo material para Dark Ages do antigo Mundo das Trevas, Deadlands e Gurps. E muitos rpgs antigos que nunca vieram pra cá. Lembro de ter visto uma primeira edição de Over the Edge, do antigo rpg da DC (anterior ao M&M) e pelo menos um outro exemplar de Feng Shui além do que comprei. São estantes de livros cheias, então vale a pena ir pra lá com tempo e vasculhar com calma. Mas tenha paciência, porque o atendimento poderia ser melhor.

A Forbidden Planet e a Midtown Comics são lojas de quadrinhos, mas que também oferecem algum material de RPG e miniaturas. Vale a pena visitar as duas, por motivos diferentes.

A Forbidden tem menos material, mas fica ao lado da The Strand Book Store, uma das maiores livrarias que já conheci. Visitando o endereço de uma você já dá uma passadinha na outra.

A Midtown é uma série de lojas espalhadas pela cidade. A melhor é próxima do Times Square, que possui dois andares e tem mais espaço. No segundo andar eles tem RPGs, mas a visita já vale a pena se você gosta de quadrinhos: tem muitas revistinhas, coletâneas e material pra fãs a um bom preço. Eles vivem fazendo promoções, então com um pouco de sorte é possível fazer uma grande compra pagando pouco.

Nova Iorque tem outras lojas além dessas, mas elas são as que conheço.

Em Washington, encontrei uma única loja que vendia RPGs. Próximo do Eastern Market, a Labyrinth Games é especializada em jogos em geral. Ela tem pouco material de RPGs (uma estante, pelo que lembro), mas muitos boardgames. O atendimento é ótimo e as pessoas são atenciosas. E ela fica no Capitol Hill, uma região que todo turista vai visitar várias vezes.

Quanto aos livros que comprei, logo começo a fazer as resenhas. Já aviso que preferi evitar sistemas mais comuns e fui atrás de coisas que nós não temos traduzidas. E vários com inspiração oriental. Parte da minha vontade de jogar algo wuxia, com certeza!

Resenha: Fate Core (draft)

13/12/2012

fatecore3E aproveitando alguns dias que ainda tenho antes de viajar, resolvi fazer uma resenha do Fate Core, uma nova edição do sistema Fate mais genérica e fácil de adaptar para outros sistemas.

Para quem não conhece, Fate é um sistema criado por Fred Hicks e Rob Donoghue que tem como característica valorizar elementos importantes dos personagens e das cenas sendo jogadas, assim como prestar pouca atenção para alguns elementos mais tradicionais de outros jogos, como tabelas de armas com danos variados ou atributos de personagem. Leia mais…

Final de ano e planejamento para Dezembro e Janeiro

03/12/2012

Com o final de ano se aproximando, meu tempo para jogos diminuiu. Nós deveríamos ter tido uma última sessão de Marvel no último final de semana, mas que infelizmente não ocorreu. Agora estou entrando no meu período de hibernação rpgística (apesar de ser verão).

Viajo daqui a duas semanas e vou passar a virada de ano fora. Isso significa que (1) devo aproveitar pra vasculhar algumas livrarias atrás de livros que não consigo encontrar facilmente aqui ou em livrarias online e (2) o blog vai ficar parado enquanto estiver viajando.

Até lá pretendo colocar pelo menos mais algumas fichas de personagem para Marvel RPG aqui, assim como tentar dar minha opinião sobre o preview do FATE Core que deve sair amanhã. Esse último me interessou porque é uma proposta de fazer uma nova versão genérica e facilmente adaptável do FATE para ser jogado em qualquer cenário. Para quem não se lembra, Espírito do Século usa uma das versões do FATE como seu sistema-base.

Eu gosto bastante do FATE, apesar de ainda não ter conseguido mestrar. Além dessa opinião positiva, outra coisa que me chamou a atenção foi a idéia dos autores em incluírem vários sistemas de magia diferente, entre eles um que usa de Kung Fu. Isso logo despertou algumas discussões entre os interessados, incluindo a possibilidade de um FATE Wuxia. Não existe nada oficial, mas se o sistema de magia for interessante e realmente existir uma opção que usa de Kung Fu, isso poderia ser uma forma mais fácil de adaptar o Dragon Fist. Que é um cenário que adoro e até hoje sofre da falta de um bom sistema.

Retornando da viagem devo passar Janeiro estudando e só conseguir voltar a jogar em Fevereiro. Até lá também devo ter lido a maioria dos livros que comprar (e espero trazer uma boa pilha deles). Vou tentar fazer alguns artigos em Janeiro, mas provavelmente só vou voltar ao ritmo normal em Fevereiro. Sendo que em Março recebo material de alguns kickstarters que participei, então devo ter uma boa quantidade de livros para fazer resenhas.

Encerrando, caso algo me impeça de escrever qualquer coisa até o final do ano, Feliz Natal e um ótimo Ano Novo para todos que leem meu blog. Um abraço e até a próxima 🙂

Killing Streets (resenha)

26/11/2012

Já faz uns dois meses que eu comecei a ler material antigo do World of Darkness, especificamente o mundo oriental dele. Eu sempre gostei da parte oriental do cenário, exatamente por se assumir bizarra e com uma tendência para cenas de ação.

Isso me fez ir atrás de alguns livros que não li dessa linha, como o suplemento Killing Streets. Esse suplemento trata do submundo do crime oriental e como mestrar aventuras baseadas no gênero hardboiled, no estilo Sin City. Histórias com moralidade cinzenta, criminosos, violência, introspecção, desespero e finais amargos são a marca desse gênero e é esse tipo de história que o suplemento tenta ajudar a criar.

O livro faz isso muito bem. Ele começa descrevendo de uma forma simples e resumida a situação das diferentes organizações criminosas, incluindo explicações sobre fatos históricos e eventos importantes que influenciaram a formação e desenvolvimento dessas organizações. Yakuza e as Tríades recebem mais atenção, descrevendo sua formação, organização e estilo de liderença. Além disso ele também trata de outros elementos importantes para esse tipo de crônica, como as pressões sociais causadas pela rápida modernização e a concentração de riqueza.

Em seguida ele passa uma lista de NPCs importantes nessas regiões, normalmente criaturas sobrenaturais mas com alguns humanos comuns. Cada NPC tem uma ficha própria, um pequeno histórico e sugestões de como utilizá-lo numa história.

O penúltimo capítulo traz dicas sobre como mestrar uma campanha nesse estilo de super-violência, desesperança e crime. O último traz os broken mirrors, locais no mundo real que começaram a ser afetados pelos reinos espirituais dos Yama Kings, os grandes vilões da linha oriental do WoD.

Killing Streets é um bom suplemento. Mesmo para quem não gosta de Vampiros Orientais ele ainda é uma boa fonte de idéias, pesquisa e informações sobre o submundo oriental. A quantidade de material mecânico é pequena (somente o capítulo de NPCs, praticamente) e tem material suficiente para ser uma boa leitura mesmo para quem não joga na linha oriental do antigo Mundo das Trevas, mas quer mestrar uma campanha envolvendo criminosos orientais.

Lista de lançamentos de RPG para 2013

22/11/2012

Aproveitando comentários, posts em fóruns, blogs e outras fontes de informação, resolvi fazer uma listinha de material que me interessa e deve ser lançado ano que vem.

Primeiro, Exalted 3e. Adoro o cenário e tive uma ótima campanha nele, apesar do sistema precisar de um livreto de house rules pra funcionar. Atualmente a meta da Onyx Path é ter o livro pronto em fevereiro. E financiar sua produção através de kickstarter. Ainda não há informação se o financiamento coletivo vai acontecer em janeiro ou fevereiro. Minha opinião é que não devemos ver esse livro sendo vendido antes de março ou abril.

Mago Edição de Aniversário deve ficar para setembro. O sucesso do financiamento da edição de aniversário de Lobisomem e os pedidos dos fãs continuam incentivando essa onda de edições comemorativas. Leia mais…

Porque eu não gosto das manobras (D&D Next)

19/11/2012

Aproveitando um tempo livre, deixa eu explicar algo que ando reclamando no twitter. Para quem não acompanha as notícias de Dungeons & Dragons, a Wizards of the Coast anunciou uma nova edição do jogo. Essa nova edição vai passar por um processo de playtest aberto e está sendo chamada até o momento de D&D Next.

Tem certas decisões de design que não me agradaram até agora, mas prefiro deixar para fazer uma opinião mais elaborada sobre o sistema todo quando sair sua versão final. Meu desejo com esse post é tratar de uma mecânica específica, as tais manobras e os expertise dice. Leia mais…